A utilidade de um esguicho para canhão

O combate a incêndios envolve uma série de variáveis. A começar pelo tipo de incêndio em questão. Foi iniciado por madeira? Combustíveis inflamáveis? Líquidos ou gases? A maneira como o fogo se propaga também é levada em consideração, assim como quem vai extinguir as chamas. O Corpo de Bombeiros ou o pessoal especializado da Brigada de Incêndio, são os profissionais responsáveis por essa atribuição.A utilidade de um esguicho para canhão

Eles são treinados e instruídos com os conhecimentos necessários para, não só acabar com os incêndios, mas também socorrer pessoas em perigo e auxiliá-las até um local seguro. Peritos no combate às chamas, eles sabem quais equipamentos e materiais utilizar, em cada tipo de incêndio, e como fazê-lo.

Por exemplo, os canhões monitores. Esses equipamentos são indicados para situações que vazões elevadas e longa distância são necessárias para apagar o fogo, seja com água ou espuma. Mas para que o efeito desejado seja atingido, também é preciso controlar esse agente extintor. Para isso, devem ser escolhidos os esguichos adequados para cada situação.

Os esguichos são equipamentos que se conectam nos canhões, normalmente em roscas de 2.1/2” NH (7,5 FPP). Eles são responsáveis por regular e direcionar o fluxo de água (ou espuma), fazendo com que seu usuário tenha controle do jato, escolhendo o melhor tipo, de acordo com a necessidade. Alguns modelos como o K-Flux , permite inclusive a alteração de vazão. Modelos automáticos, como o Variflux, fazem o controle da vazão conforme a pressão disponível. Em sistemas que existe a aplicação de LGE, o esguicho GFE  permite a mistura no próprio equipamento, diretamente das bombonas de LGE.

A Bucka fornece os mais diversos tipos de esguichos para canhões, projetados e testados em nosso campo de provas para garantir o melhor desempenho no combate a incêndios.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *