Como escolher uma mangueira de incêndio

O processo de especificação e compra da mangueira de incêndio correta pode parecer simples, mas pode ser bastante confuso e complicado quando você começar a olhar com mais atenção. Com este artigo, a Bucka espera ser capaz de ajudá-lo a obter seu inventário de mangueiras de forma confortável e fácil, até mesmo criando e executando um plano de substituição correto.

Especificando e comprando a mangueira certa

Bombeiros são profissionais que confiam em suas vidas às mangueira de incêndio, por isso é importante pesquisar cuidadosamente vários fatores antes da compra. Estes fatores incluem mais do que apenas orçamento – você deve considerar a construção da mangueira e os materiais utilizados, durabilidade, resistência à torção, facilidade de limpeza, embalagem e armazenamento, bem como as exigências da norma ABNT. Lembre-se: As mangueiras disponíveis no mercado não são iguais e possuem qualidades completamente diferentes. Antes de entender os pontos deste tópico, é importante que você possua uma ideia de como podemos ver e classificar os tipos de mangueiras de incêndio. Elas são divididas em 5 tipos conforme estabelece a ABNT NBR 11861:

Variação de diâmetro

Em primeiro lugar, é importante compreender o diâmetro da mangueira antes de fazer uma compra. As normas atuais permitem aos fabricantes fornecer mangueiras de incêndio de 1.1/2” e 2.1/2” para combate a incêndio e de 4” e 6”por exemplo, para adução de água.

Seleção de revestimento

Outra consideração é o tipo de revestimento (ou capa) que você quer que a mangueira tenha. Existem dois tipos comuns de capa: de borracha e tecido(poliéster). Revestimentos de borracha de poliuretano impregnado (ou extrudados) oferecem alto desempenho para a mangueira de incêndio. Estes revestimentos são uma boa opção para proteger a mangueira quanto a:

  • Abrasão;
  • Superfícies quentes.

Comprimento

O comprimento da mangueira deve ser cuidadosamente considerado antes da compra. Os comprimentos normatizados são de 15, 20, 25 e 30 metros.

Plano de substituição

Finalmente, faça um plano de substituição. Apesar dos testes anuais, ainda pode ser difícil determinar os efeitos do tempo e desgaste em sua mangueira. Seu plano deve considerar:

  • Garantia;
  • Frequência de uso;
  • Condições de armazenamento;
  • Padrões de desempenho durante o teste.

Esta estratégia impacta ativamente a segurança dos bombeiros e proporcionará facilidade no orçamento e preparação de compra. Lembre-se: Não há nenhuma mangueira de incêndio que se encaixe em todas as situações. Observe cada uma destas condições antes de realizar a compra e escolha a mangueira que seja mais segura para seu caso. Os consultores Bucka estão sempre dispostos para auxílio, entre em contato e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *