Conheça algumas normas técnicas para combate de incêndios por espuma

Para que sistemas de combate de incêndio funcionem com segurança e eficiência são estabelecidas diversas normas técnicas e instruções com critérios e definições. Essas normas abrangem toda uma gama de processos que vão desde a fabricação, projeto até a operação e manutenção de sistemas de espuma.

Separamos as principais para que você conheça às conheça melhor:

Norma NFPA -11

Norma para espumas de baixa, média e alta expansão, é a norma mais conhecida internacionalmente que cobre todos os aspectos de projeto, instalação, operação, teste e manutenção de sistemas de espuma de baixa, média e alta expansão para proteção contra incêndio. Os critérios se aplicam a sistemas fixos, semi fixos e portáteis para riscos internos e externos.

A norma NFPA-11 pode ser visualizada no link:

https://www.nfpa.org/codes-and-standards/all-codes-and-standards/list-of-codes-and-standards/detail?code=11

ABNT NBR 12615

Esta norma especifica diretrizes para a elaboração de projetos que utilizarão sistemas fixos, semifixos, móveis e portáteis de combate a incêndios por meio de espuma de baixa expansão, assim como para a instalação, inspeção, ensaio, operação e manutenção dos referidos sistemas.

A NBR 12615 pode ser adquirida no link:

https://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=437719

ABNT NBR 17505 parte 7

Determina as exigências mínimas para os projetos de sistemas de combate a incêndios com água e espuma. Destina-se à instalação de armazenamento de líquidos inflamáveis e combustíveis, contidos em tanques estacionários com capacidade superior a 450 L, à pressão medida no topo dos tanques igual ou inferior a 103,9 kPa (15 psig).

A NBR 17505-7 pode ser adquirida no link:

https://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=331189

IT-25 CB-SP

Essa Instrução técnica se aplica a todas as edificações e/ou áreas de risco que haja produção, manipulação, armazenamento e distribuição de líquidos combustíveis inflamáveis em seu interior ou à céu aberto. O objetivo da instrução é estabelecer requisitos mínimos necessários para a elaboração de projeto e dimensionamento das medidas de segurança contra incêndio exigidos para instalações de produção, armazenamento, manipulação e distribuição de líquidos combustíveis e inflamáveis

A IT-25, do Corpo de Bombeiros de SP pode ser acessada no link:

http://www.ccb.policiamilitar.sp.gov.br/dsci_publicacoes2/_lib/file/doc/IT-25-19.pdf

 

Sobre a Bucka

A Bucka pode ajudar você a elaborar o projeto do seu sistema de incêndio por espuma, utilizando normas nacionais e internacionais. Somos uma empresa especializada e dedicada ao desenvolvimento e aprimoramento de sistemas de prevenção e combate a incêndios e poderemos ajudar você a fazer a escolha certa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *