Instale enfeites de Natal com segurança e não corra riscos desnecessários

Sistema Combate a Incêndio - Novec 1230Uma das caracteristicas do fim de ano é a diversidade de luzes e decorações exuberantes, que tomam conta das ruas, pelo mundo todo. No nosso país, apesar dessa prática não ter o mesmo apelo que encontra no exterior, decorar árvores de natal, janelas, prédios e jardins tem ganhado, pouco a pouco, mais adeptos, a cada ano que passa. A cidade fica colorida; a noite, iluminada, e o clima de fim de ano vai ganhando forma, com o passar dos dias.

Contudo, apesar do clima festivo que se instala, não se pode esquecer que, mesmo nesse período do ano, incidentes costumam acontecer, atrapalhando e pondo em risco as as comemorações. Não, ninguém aqui deseja o pior, nem sente prazer por acabar com a graça das festas de fim de ano. Apenas, precisamos lembrar que, no período que antecede o Natal e o Ano Novo, muitas ocorrências costumam acontecer, relacionadas à má condução e instalação de enfeites natalinos que utilizam a eletricidade (os famosos pisca-piscas). É, exatamente, por isso, que a decoração, seja da sua casa, prédio, jardim, rua, escola, escritório de trabalho ou o que for, deve ser feita com muito cuidado, para que um incêndio não aconteça, de forma acidental, causando danos materiais e colocando vidas em risco.

Mas como decorar um ambiente, com luzes e enfeites, sem correr tais riscos? Primeiro, é importante que você planeje a instalação deles, levando em consideração aspectos como o melhor local para se colocar as luzes, o tipo de tomada presente nesse local e os objetos/móveis que cercam esse ambiente. Normalmente, enfeites são instalados na sala, que contém móveis como sofá, racks de madeira e, também, as cortinas. Ou seja, todos feitos a base de materiais que possuem facilidade para alastrar o fogo, em caso de incêndio. Deixe a instalação das luzes, ou mesmo, da árvore, para o mais longe possível destes objetos.

Tenha atenção à qualidade, procedência e ao tipo de produto que adquirir. Preferir produtos com o selo do Inmetro, mesmo que mais caros, pode significar mais economia e segurança, “lá na frente”. Além disso, evite práticas comuns na instalação de enfeites, como deixá-los conectados na mesma tomada ou benjamim, que abasteça vários equipamentos, ao mesmo tempo, ou deixar que os fios sobrecarreguem a alimentação de energia, que pode acarretar na geração de faíscas ou curtos circuitos, com iniciação de focos de incêndio.

Mas e se o pior acontecer e você se deparar com um princípio de incêndio, na sua casa/escritório? Nessas horas, é de extrema importância que você esteja preparado para isso. E preparação, nesse caso, significa estar equipado com os equipamentos de combate a incêndio necessários.

Os extintores de incêndio classe C são os equipamentos mais indicados, para o combate princípios de incêndios originários de eletricidade ou materiais condutores.Como exemplo de extintores da classe C podemos destacar o CO2 e o Fe-36 que por serem agentes gasosos não deixam resíduos após a aplicação. Os extintores de pó químico seco BC ou ABC também são adequados apra o combate a incêndios em equipamentos energizados, contudo após a extinção, a limpeza do ambiente será mais trabalhosa.

Como dissemos anteriormente, incêndios nessa época do ano costumam envolver a eletricidade (dos enfeites) e materiais como a madeira e os estofados. Portanto, atente-se para o extintor correto para cada tipo de incêndio.

Para incêndios de classe A que envolvem a madeira, tecido e materiais sólidos, em geral (como é o caso dos sofás e das mesas de sala), tenha extintores com água pressurizada, que age resfriando e abafando o fogo, extintores de pó classe ABC ou ainda o extintor de gás halogenado Fe-36 de 5 kg.

Se houver alastramento do incêndio o uso de hidrantes pode ser necessário. Desenrole as mangueiras de incêndio, conecte as extremidades no registro globo e no esguicho e abra lentamente a válvula. Esta operação deve ser feita com dois brigadistas, sendo que um segura o esguicho direcionando o jato para o fogo.

Com atenção e cautela, você pode evitar que momentos de alegria se transformem em dores de cabeça maiores, mesmo que isso pareça pouco provável. Siga essas, simples, mas importantes, dicas e garanta mais tranquilidade e segurança para você e todos seus entes queridos, nessas e nas próximas festas de fim de ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *