Vítimas de incêndio precisam de cuidados especiais

Todo o lugar que frequentamos deve (ou deveria) sempre ter uma brigada de incêndio pronta, assim como sistemas de combate portáteis e/ou fixos preparados para qualquer emergência, mas nem sempre isso acontece. Se o incêndio ocorrer em casa, é sempre necessário entrar em contato com o 193 (Corpo de Bombeiros). Às vezes também, tudo pode estar pronto para salvamentos e contenção das chamas, mas todo o cuidado acaba não sendo suficiente, por isso é bom que saibamos os devidos procedimentos a serem realizados com as vítimas desse tipo de emergência.

Principalmente por causa da fumaça e das queimaduras, as pessoas que possam ter sofrido algum tipo de sequela por causa de uma situação de incêndio precisam ser atendidas o mais rápido possível, afim de minimizar os problemas causados.


Primeiros socorros em caso de incêndio

  1. Mantenha a calma, olhe em volta e procure uma saída segura.
  2. Molhe um pano e amarre-o na face como se fosse uma máscara. Isso fará com que você não respire diretamente a fumaça.
  3. Caso haja muita fumaça, fique agachado. Quanto mais próximo do chão, menor é o calor e há mais oxigênio.
  4. Remova eventuais vítimas do local pela saída identificada no passo 1 e deite-a no chão.
  5. Verifique se ela está respirando e confira os batimentos cardíacos.
  6. Dê espaço para que ela respire e a sensação de claustrofobia seja reduzida aos poucos.
  • Não ofereça líquidos.
  • Uma máscara de oxigênio deve ser entregue à vítima para diminuir as chances de intoxicação pela fumaça.
  • Caso a vítima não consiga respirar por conta própria, deve ser feita uma respiração boca a boca: Com o indivíduo deitado de barriga para cima, abra a boca dele, tampe o nariz com os dedos, encoste a boca na dele e jogue o ar de sua boca para dentro da dele. Isso deve ser repetido 20 vezes por minuto até que a vítima volte a respirar sozinha.
  • No caso de o coração não estar batendo, uma massagem cardíaca é necessária: Com a vítima deitada de barriga para cima, apoie suas mãos uma sobre a outra no lado esquerdo do peito da vítima e estique os braços. Faça as compressões empurrando suas mãos com força e rapidamente (2 empurrões por segundo). É importante que as compressões não sejam interrompidas, por isso, caso uma das pessoas que estiver socorrendo se canse, outra deve revezar com ela, mas sempre no mesmo ritmo. No caso de crianças, o procedimento é o mesmo mas deve se utilizar os dedos.

Para evitar situações como essa, tenha sempre a mão equipamentos de combate a incêndio, para que o fogo não se alastre. Conheça nossa linha completa de extintores e mangueiras de incêndio no site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *